Tag Archives: Preparação Exame Nacional de Economia

Investimento quanto ao agente

Investimento quanto ao agente

Investimento Público: quando o agente responsável pelo investimento é o próprio estado; Investimento em escolas, hospitais, saneamento básico, pontes, etc.

Investimento privado: quem executa o investimento é particular. Por ex. criação de um centro comercial.

 

Poupança – definição

Poupança – definição

Poupança - definição

Poupança – definição

Toda a parte do rendimento disponível que não é gasta em consumo é a poupança.

A poupança é importante porquê?

  • Cria reservas de capital;
  • Permite o acesso ao investimento

Toda a poupança é que gera o investimento.

A parte do rendimento disponível que é consagrada à poupança pode ser utilizada de várias formas:

Colocação financeira

Entesouramento

Investimento

 

 

Fatores a considerar na produção de um bem

Fatores a considerar na produção de um bem

O que produzir? (O quê?)

Para quem produzir (Para quem?, procura);

Quanto produzir? (Quantidades produzidas)

Como produzir? (modo de produção, tecnologia, gestão de recursos, etc.)

Fatores que influenciam a oferta de um bem

Objetivo das empresas;

Preço que se pretende vender;

Preços dos outros bens, relacionados ou não

Custo dos fatores de produção

Nível de desenvolvimento tecnológico

Estrutura de mercado

Função de produção de uma empresa

Existe uma relação entre a quantidade necessária de fatores de produção e a quantidade de produto que podemos obter;

Quantidade máxima de produto que podemos produzir com uma dada quantidade de fatores de produção, é definida para um desenvolvimento técnico e um conhecimento tecnológico determinado.

Pressupõe:

Escolha do bem a produzir

Tecnologia a utilizar

Objetivos empresariais

Função produção F(v1,v2)

V1 – fatores variáveis

V2 – fatores fixos

Na função produção temos a fronteira das possibilidades de produção. Representa a quantidade máxima que podemos produzir utilizando ao máximo os fatores fixos.

Existe a relação com o conceito do custo de oportunidade porque para produzir mais do bem a, vou ter que abdicar do bem b.

Relação entre quantidade de produto e quantidade de recursos (capital, terra e trabalho)

Produto total: é a quantidade total do produto que podemos obter a partir da adição sucessiva de um ou vários fatores de produção

Varia com o aumento de um ou mais fatores de produção

produo-e-custos-macroeconomia-e-microeconomia-10-638

Produto marginal é o produto que deriva de cada acréscimo de uma unidade do fator de produção.

Produto médio: relação entre produto total e unidades do fator de produção.

transferir (1)

Efeito rendimento e efeito substituição

Efeito rendimento e efeito substituição

Efeito rendimento:

transferir (1)

Quando existe um aumento do rendimento em que medida vai afetar o consumo. Mede a alteração da quantidade procurada motivada pela alteração do rendimento.

Efeito substituição: O consumidor perante uma alteração de preços tende a substituir o consumo de um bem por outro ou por outros. Existe uma consequência em que o aumento do preço de um bem normalmente origina o aumento da procura de um bem substituto.

 

Decisões do consumidor

Decisão do consumidor

Partimos do conceito da utilidade que atribui a cada bem e que pressupóe que o consumidor vai efetuar escolhas racionais. Vai escolher a combinação de bens que lhe proporcione a maior satisfação, tendo em conta as restrições de rendimento e disponibilidade de bens.

O consumidor para atingir o máximo de satisfação deve fazer opções de consumo até atingir a utilidade marginal da unidade monetária de cada bem seja igual em todos os bens.

 

Curva consumo rendimento

images

Curva que vai unir os ponto otimos para os diferentes níveis de rendimento.

Lugar geométrico dos pontos de consumo ótimo de dois bens, para certos níveis de preços e vários valores de rendimento.

Curvas de indiferença

transferir (2)

As curvas de indiferença representam o conjunto de pontos indiferentes ou com a mesma utilidade, em termos de decisões de consumo por parte do consumidor.

Curva é negativa porque à medida que se vão retirando unidades de um bem, é necessário introduzir utilidades de outro bem.

As curvas nunca se intersetam e quanto mais afastadas para o lado direito maior a sua utilidade.

Mapa de indiferença

Traça todas as curvas por pontos no espaço, por cada ponto no espaço representa uma combinação de quantidades de dois bens passa uma e só uma curva de indiferença.

slides-aula-3economia1-14-638

Cada uma das curvas acima representa níveis de utilidade superiores.

Taxa marginal de substituição (TMS)

Representa a relação ou rácio ao qual o consumidor está disposto a trocar um bem pelo outro.

Representa a utilidade relativa entre 2 bens.

Em cada ponto da curva de indiferença a TMS é dada pela tangente à curva nesse ponto.

text-html-img1

 

Criação de moeda escritural

Criação de moeda escritural

A moeda escritural é aquela que resulta da captação de depósitos, a concessão de crédito e a criação de moeda escritural são as principais fontes dos bancos. Mas os bancos também se dedicam à guarda e administração de valores e à prestação de serviços e consultoria.

 

Teoria Elementar da Procura

Teoria Elementar da Procura

Procura: é a predisposição para a compra de determinada quantidade de bens e serviços.

Procura individual: é a procura que respeita a disponibilidade de cada consumidor em particular.

Procura Global ou agregada ou de mercado: Representa a procura na sua globalidade (no geral).

Curva da procura

É INCLINADA NEGATIVA … O DECLIVE É NEGATIVO É UMA FUNÇÃO DECRESCENTE

A curva é inclinada de forma negativa está relacionada com a utilidade marginal decrescente.

“Quanto mais coisas temos, menos lhes damos valor…”

C = a + cYd

Yd (Rendimento disponível: Rendimento – Impostos – Quotizações Sociais)

O consumo tem duas componentes: uma autónoma que é o a e outra que é o propensão marginal ao consumo.

Yd = C (consumo) + S (poupança)

C = é a percentagem que vou aplicar do meu rendimento disponível em relação ao consumo.

“Quanto mais pobre for uma nação,a  maior parte do rendimento disponível será aplicada diretamente no consumo”.

Modelo de equilíbrio parcial

Modelo de equilíbrio parcial

Atomicidade … existe um grande nº de consumidores e de produtores

(ex: os cafés existem em grande nº e também têm um grande nº de clientes).

Homogeneidade: Existe pouca diferenciação entre os vários produtores

(ex: os cafés ou pastelarias tendem a ter serviços muito idênticos).

Ausência de barreiras à entrada:

Qualquer pessoa pode ter livre iniciativa para investir num negócio…

Transparência do mercado: existe informação sobre todos os preços e a oferta de serviços e bens…

Mobilidade perfeita de fatores: os fatores capital e trabalho são móveis.

 

Comportamento dos agentes económicos

Quanto mais alto é o preço menores são as quantidades procuradas.

Existe uma relação inversa entre o preço e a procura.

Com a exceção dos bens de luxo ou de giffen

Economia de Mercado e Economia centralizada

Economia de Mercado e Economia centralizada

Economia de Mercado: segue o modo de comportamento da oferta e da procura. Existe propriedade privada e livre iniciativa

Economia Planificada ou de Direção Central: é  o estado que dispõe de todos os recursos e não existe a propriedade privada.