Tag Archives: Fluxos entre agentes económicos

Fluxos entre agentes económicos

Fluxos entre agentes económicos

Os agentes económicos interagem entre si no desempenho das suas funções.

Fluxos entre agentes económicos

Fluxos entre agentes económicos

As famílias consomem os bens que as empresas não financeiras produzem e adquirem os serviços financeiros prestados pelas instituições financeiras.

Para produzirem  bens e serviços, as empresas necessitam de mão de obra. Assim, além de consumirem, as famílias também entregam a sua força de trabalho às empresas, pelo que são retribuídas com uma remuneração.

Os indivíduos que trabalham para a Administração Pública recebem do Estado os seus vencimentos.

No sentido contrário, as famílias entregam ao Estado os impostos que este cobra, bem como as respetivas quotizações sociais. O Estado aplica as verbas que recebe dos cidadãos tanto em políticas de redistribuição, através da atribuição de subsídios, como na produção de bens e prestação de serviços, procurando satisfazer o máximo de necessidades coletivas.

As empresas também estabelecem relações com a Administração Pública. O Estado consome bens e contrata serviços às empresas mediante o correspondente pagamento, mas, por outro lado, cobra-lhes impostos e contribuições sociais.

As empresas, quando compram ou vendem ao exterior, estabelecem laços comerciais com outro agente – O Resto do Mundo.

As relações que se estabelecem entre os diferentes agentes económicos chamam-se fluxos, este podem ser reais ou monetários, conforme dizem respeito à troca de bens e serviços ou ao valor monetário dos bens e serviços transacionados.

Falamos em fluxos reais, quando nos referimos ao conjunto de bens e serviços trocados entre os diferentes agentes económicos, e em fluxos monetários, quando as transações de bens e serviços são expressas em moeda.