Tag Archives: Aulas de Economia

Exercícios de Cálculo Financeiro

Exercícios de Cálculo Financeiro

Exercícios de Cálculo Financeiro

Exercícios de Cálculo Financeiro

  1. Determine, o valor do capital acumulado por uma unidade de 100 000€, durante 10 anos, à taxa de 10%.
  2. Determine o valor atual de uma renda de 50 000,00€, depositada à taxa de 7,59, durante 20 anos.
  3. Determine a taxa de uma renda anual de 100 000,00€ que, durante 30 anos se transforma no capital acumulado de 18 088 149, 425€
  4. Determine o período de investimento de uma renda anual de 60 000,00€ que à taxa de 20% tem o valor atual de 251 548,33€
  5. Determine o valor atual de uma renda antecipada de 15 000,00€, à taxa de 15%, durante 15 anos.
  6. Calcule, o valor acumulado de uma renda antecipada de 20 000,00€, à taxa de 20%, durante 20 anos.
  7. Considere uma renda de 25 termos mensais de 10 000,00€ cada, cujo primeiro vencimento se dá a 1/1/2017. Determine o valor atual relativo a 1/1/2915, considerando uma taxa de 20%.
  8. Determine o valor do capital acumulado por uma unidade de 400 000,00€ durante 20 anos à taxa de 15%.
  9. Determine o valor atual de uma renda de 25 000,00€, depositada à taxa de 20% durante 6 anos.
  10. Qual é o valor atual de uma renda antecipada de 28.000,00€  à taxa de 7%, durante 8 anos?
  11.  O José contraiu um empréstimo no valor de 32 000,00€, por um prazo de 8 meses, em regime de juro simples, à taxa de 6%.
    1. Qual o juro a pagar na data do reembolso do capital?
    2. Qual o montante do reembolso?
  12.  A sociedade Rodrigo e Diogo Lda, contraiu um empréstimo em 5 prestações em 5 de Janeiro, 5 de Abril, 5 de Agosto e 5 de Dezembro do ano n. Este 5 pagamentos constituem uma renda? Justifique.
  13.  Um comerciante, para poder alargar a sua atividade, precisava de 100 000,00€. Conseguiu que lhe emprestassem essa quantia, durante 2 anos, a juro antecipado à taxa anual de 20%. Determine a taxa real do empréstimo.
  14. Determinado indivíduo pagou 300 000,00€ de juros antecipados, à taxa anual de 18%, por um empréstimo com a duração de 4 meses.
    1. Determine, o capital recebido (capital atual)
    2. Determine, o capital pedido (capital nominal).

Métodos de distribuição

Métodos de distribuição

Métodos de distribuição

Métodos de distribuição

O método de distribuição é comum às várias modalidades de comércio, todas elas têm o comprador e o vendedor e estão em contacto, estão em contacto, encontram-se no mesmo espaço físico. Trata-se de uma venda direta.

Contudo existem situações onde esse contacto não ocorre, Venda indireta.

Venda automática, efetuada por máquinas, como, por exemplo na venda de bilhetes selos, etc.

Venda à distância por telefone ou por catálogo, onde os consumidores selecionam os produtos que, posteriormente, lhes são enviados pelo correio.

No comércio eletrónico, método mais recente, em que os compradores escolhem os produtos através da Internet,

 

Consumo público e consumo privado

Consumo público e consumo privado

Consumo público e consumo privado

Consumo público e consumo privado

O consumo público é o que é realizado pelas administrações públicas, genericamente designadas por Estado.

O consumo privado é o que é realizado pelas famílias.

A análise da parte respetiva destes dois tipos de consumo constitui um índice muito significativo do papel desempenha pelo Estado numa economia.

 

População inativa

População inativa

População inativa

População inativa

A população inativa é constituída por todos os indivíduos com idades inferiores a 16 anos, todos os reformados e todos os que, tendo idade superior a 16 anos e não estejam reformados, não possuam capacidade para o exercício de uma atividade remunerada: deficientes, inválidos, estudantes com mais de 16 anos e donas de casa,

A idade a partir da qual se pode entrar no mercado do trabalho e a idade máxima para um trabalhador se reformar variam de país para país, estando relacionadas com o grau de desenvolvimento de cada país.

 

O que é a produtividade?

O que é a produtividade?

O que é a produtividade?

O que é a produtividade?

A produtividade indica a eficácia com a qual estamos a utilizar os diversos fatores de produção.

A produtividade mostra-nos a relação entre uma certa quantidade de produto e a quantidade de um ou mais fatores afetados à sua produção. A produtividade permite, conhecer o valor da produção por unidade de recurso utilizada.

Desta forma a produtividade mede-se pela quantidade produzida ou o seu valor em função da quantidade ou valor dos fatores utlizados.

Podemos falar em produtividade do trabalho, de uma máquina ou de uma superfície de terra.

A produtividade é um indicar muito importante para podermos analisar a saúde de uma economia.

Cálculo da produtividade

Produtividade média do trabalho = Quantidade de produto obtido / quantidade do fator trabalho utilizado (horas de trabalho ou nº de trabalhadores)

ou  (valor do produto obtido / valor do trabalho empregue)

Produtividade média do capital = quantidade de produto obtido / quantidade de capital técnico utilizado

ou

valor do produto obtido / valor do capital técnico utilizado

Quando estabelecemos a relação entre o valor total da produção e o valor total dos recursos para a obter, temos a produtividade total.

Quando se calcula a produtividade, sempre que se passa a usar mais uma unidade do fator trabalho ou do fator capital, obtemos a produtividade marginal.

 

Explicações Economia Low Cost

Explicações Economia  Low Cost

Explicações Economia Low Cost

Explicações Economia Low Cost

temos um site de apoio para os alunos: http://www.explicacoeseconomia.com.pt

Explicações Economia Odivelas

Preparação para o Exame Nacional de Economia

Vais fazer exame Nacional de Economia?

A Kids.com tem um horário low cost para preparação intensiva para o Exame Nacional – Pack intensivo.

Por apenas 9,60€ + IVA por hora individual,

Terça, Quarta e Sexta das 16:00 -17:30, exclusivo para Odivelas.

Aulas personalizadas com apoio multimédia, também temos aulas online para alunos que estejam mais longe.

Ultimas reservas, aproveite já esta oportunidade e faça a preparação para o seu exame.

Local:

Rua Vieira da Silva, lote 11, loja b, Quinta Nova, 2675-209 Odivelas

visite-nos: www.explicacoesodivelas.pt

Contactos:

telem. 91 818 70 95, 21 931 23 97

email: info@kids.com.pt

Produto Bruto e Produto Líquido

Produto Bruto e Produto Líquido

 

O processo produtivo de um bem implica um desgaste natural do capital fixo da unidade produtiva utilizada na sua produção. Os equipamentos e infraestruturas desatualizam-se e deterioram-se com o tempo, necessitando de ser reparados ou substituídos periodicamente.

Produto Bruto e Produto Líquido

Produto Bruto e Produto Líquido

Os encargos com as reparações e substituições de capital fixo são chamadas de amortizações ou consumo de capital fixo.

As umidades produtivas contabilizam o consumo de capital fixo como um custo uma vez que se as empresas não repusessem este consumo teriam uma desvalorização do seu património.

Desta forma, o Produto de um país considera-se Bruto (B) quando inclui o valor das amortizações e Líquido (L) quando não engloba o valor das amortizações.

PB = PL + Amortizações

O Produto Bruto é igual ao somatório do Produto Líquido com as amortizações.

PL = PB – Amortizações

O Produto Líquido é igual à subtração do Produto Bruto com as amortizações.

Classificação dos bens económicos

Classificação dos bens económicos

 

Os bens económicos podem ser classificados quanto à sua natureza, função, duração ou relações que estabelecem entre si.

Os bens económicos são aqueles que se adequam às nossas necessidade mas pelo facto de serem escassos implicam o pagamento de um valor para a sua aquisição.

Os bens livres pelo contrário dada a sua abundância, não implicam qualquer custo,

Quanto à natureza

Bens materiais: São todos os objetos tangíveis, isto é, que assumem uma forma física, como um carro, um computador ou uma bicicleta.

Bens imateriais ou serviços: São aqueles que são prestados através do trabalho e que não assumem a forma material, como, por exemplo, uma consulta de um dentista ou a ida a um fisioterapeuta.

Quanto à sua função

Bens de produção: São os bens que se incorporam no processo de fabrico de outros, sendo considerados de consumo intermédio, por exemplo, o couro para fazer calçado.

Bens de consumo, são bens que se destinam à satisfação das necessidades dos consumidores.

Quanto à duração:

Bens duradouros são aqueles em que a sua utilidade não se extingue após uma utilização, Por exemplo um automóvel.

Bens não duradouros são aqueles cuja utilidade é extinta numa única utilização. Por exemplo: um bolo.

Quanto à sua relação:

Bens complementares são bens que não podem ser dissociados um do outro, por exemplo: Isqueiro e o cigarro;

Bens substituíveis: são bens que satisfazem as mesmas necessidades daí podem ser substituídos um pelo outro.

 

Diferentes formas de capital

Diferentes formas de capital

Diferentes formas de capital

Diferentes formas de capital

Capital Circulante: consideramos as matérias-primas e matérias subsidiárias que desaparecem por terem sido totalmente incorporados nos produtos acabados.

Temos por exemplo: Matérias primas e matérias subsidiárias

Capital Fixo: São os meios que não desaparecem com o processo produtivo, podem estar integrados no processo produtivo por vários períodos. Contudo sofrem sempre algum desgaste. Por exemplo, maquinaria, edifícios, meios de transporte, computadores, etc.

Temos por exemplo: instrumentos de trabalho, edifícios e terrenos, etc.

Capital técnico: inclui todos os bens que possibilitam ou facilitam a produção de outros bens. O capital técnico, inclui os bens cuja utilização é indispensável para o processo produtivo, como instrumentos de trabalho, a maquinaria, os edifícios,as matérias-primas, as matérias subsidiárias,etc.

Capital financeiro é constituído pelo conjunto de todos os meios financeiros utilizados no processo produtivo tais como: moeda, ações, títulos de crédito, empréstimos, etc. O capital financeiro pode ser próprio ou alheio, consoante pertença, ou não ao agente que empreendeu o processo produtivo.

Capital próprio é o conjunto dos valores que pertencem aos donos da unidade produtiva e que estes destinam ao financiamento da empresa (autofinanciamento).

Capital alheio é constituído pelos valores que, embora estejam à disposição da unidade produtiva, não lhe pertencem.

Capital natural: quando nos referimos aos recursos naturais

Capital humano: está relacionado com a instrução e formação dos indivíduos. O rendimento que um individuo pode ter está relacionado com o nível de competências (skils) que possui.

Terciarização da economia:

A terciarização da economia é o processo através do qual os serviços se tornam a atividade principal, abrangendo a maior parte da população ativa. Além disso, a terciarização afeta todos os setores, traduzindo-se numa transformação intersectorial.

Deseconomias de escala

Deseconomias de escala

Situação que ocorre pelo aumento do custo médio devido ao aumento da dimensão da unidade de produção (empresa).

Fatores determinantes das deseconomias de escala:

Dificuldades de coordenação do trabalho

desperdícios

desmotivação dos trabalhadores

aumentos das tensões sociais

aumentos dos custos de produção de certas atividades como transportes

Exemplo de deseconomia de escala.

Imaginemos uma oficina que tem 2 elevadores para automóveis e que repara até 20 automóveis diários, passando a ter uma procura que tende para os 23 automóveis o gestor da oficina decidiu adquirir um terceiro elevador. Tendo agora um elevador extra a média por elevador baixa de 10 para 7,67.