Questões Desenvolvimento – 10º ano

Questões Desenvolvimento – 10º ano

Questão nº 1

Uma das principais vantagens da utilização da moeda única pela UE é que ela pode contribuir para esta seja mais competitiva no comércio internacional.

  1. Relaciona a moeda única com os salários, poupanças e reformas dos particulares.
  2. A moeda única dificulta aos governos nacionais o equilíbrio das contas externas. Justifica

Questão nº2

” No actual quadro de funcionamento da economia portuguesa, a política social tem de estar centrada na defesa do emprego e nas preocupações com a equidade social, tendo de ter como prioridade assegurar aos cidadãos capacidades profissionais e nível de instrução que lhes possibilitem uma melhor inserção e progressão nas respectivas carreiras profissionais“.

Vítor Constâncio, “Do passado ao futuro de Portugal”, Economia Pura, Dezembro de 2004 (adaptado).

  1. Explicita o sentido do texto, tendo em atenção os seguintes aspectos:
    1. medidas de prevenção e activação do emprego;
    2. medidas de inclusão social.

2. A valorização do capital humano está associada à necessidade de “assegurar aos cidadãos capacidades profissionais e níveis de instrução”.

2.1. Relaciona a frase com o papel da formação profissional ao longo da vida.

Questão nº 3

” Uma exploração agrícola de produção de laranjas emprega 10 trabalhadores e utiliza 5 tractores. Em 1995, despendeu, em combustível, 2000 u.m; em encargos bancários, 800 u.m; em encargos com os trabalhadores, 10 000 u.m; em outros encargos, 200 u.m. A produção, no referido ano, foi de 1000 toneladas, a que corresponderam 40 000 u.m.

  1. Dá uma noção de capital fixo, ilustrando com um exemplo do texto.
  2. Dá um exemplo de capital técnico indicando de acordo com o texto.
  3. Calcula os custos totais médios, por tonelada produzida.
  4. Determinada a produtividade do trabalho
  5. Quando se aumenta a produção em 100 toneladas, o total dos custos variáveis aumenta 10%. Calcula o custo marginal correspondente a um aumento de 300 toneladas.

Questão nº 4

” A noção de «consumo consciente» desponta da preocupação com a natureza das necessidades e desejos de consumo e o impacto dessas decisões no ambiente e na complexa teia de actores que contribui para a produção”.

Mónica Costa, Diário de Notícias – Economia (25/05/06)

  1. Distingue consumismo de consumerismo.
  2. Indica as principais consequências da sociedade de consumo.
  3. Enuncia os direitos fundamentais dos consumidores reconhecidos em Portugal e na união Europeia.
  4. Menciona os deveres que são apontados aos consumidores.

Questão nº 5

” A Economia é a ciência que estuda o comportamento humano enquanto relações entre fins e meios escassos susceptíveis de usos alternativos”.

Lionel Robbins

  1. Caracteriza os fins e os meios escassos referidos.
  2. Relaciona os usos (alternativos) anteriormente referidos com a noção de Custo de Oportunidade.
  3. mostra que o conceito de escassez se define por uma desproporção ou desequilíbrio entre duas realidades,

Questões nº 6

” No ano 1656 o Banco de Estocolmo (Suécia) emitiu as primeiras notas, Eram folhas de papel e tinham escrito o valor que representavam em moedas de ouro. As moedas correspondentes ficavam guardadas nos cofres do Banco, mas a pessoa podia lá ir buscá-las quando quisesse. Houve quem achasse a ideia excelente porque as notas eram mais leves e fáceis de transportar. Outros, porém, desconfiaram da novidade, recusando-se a aceitar aquela tipo de dinheiro. Em todo o caso, a ideia vingou e o dono do Banco, entusiasmado com o sucesso, decidiu fabricar notas em quantidades tais que já não correspondiam às moedas que tinha nos cofres. Não contava ter problemas porque seria pouco provável que toda a gente se lembrasse de ir fazer a troca ao mesmo tempo. Mas foi descoberto, julgado e condenado a prisão perpétua.

Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, História do Comércio, Comissão Euro do Ministério das Finanças.

  1. Classifica o tipo de moeda que o dono do Banco de Estocolmo inventou em 1656, justificando.
  2. Apresenta as vantagens deste tipo de moeda.
  3. O sucesso levou-o a inventar um outro tipo de moeda. Identifica-a distingue -a de anterior.

Questões nº 7

” O fenómeno de Concentração Empresarial começou a desenvolver-se ainda no século XIX. Até aí, a pequena empresa concorrência era a regra, e os mercados aproximavam-se do modelo teórico de Concorrência Perfeita.

A partir da última década desse século, o número de empresas a produzir o mesmo bem começou a diminuir, ao mesmo tempo que aumentava a sua dimensão, em alguns casos aproximando-se do regime de Monopólio.

  1. Explica em que consiste o fenómeno de Concentração Empresarial referido no texto.
  2. Aponta duas razões para o crescimento actual deste tipo de fenómeno.
  3. classifica as principais formas de concentração empresarial que estudaste e distingue-as.

” Diz-se que há concentração num sector determinado quando uma grande parte da produção é proveniente de um número restrito de grandes empresas. Fala-se igualmente de concentração de união, sob uma ou outra forma, de certas unidades que fabricam o mesmo produto ou produtos similares”.

Alain Cotta, Dicionário de Economia Círculo de Leitores

Questão nº 8

” As reduções salariais nominais têm sido relativamente raras. É verdade que os trabalhadores não gostam de reduções nos salários nominais. Argumentava-se que uma redução do salário nominal de 2,0%, numa situação de inflação nula, seria vista pelos trabalhadores como mais penalizadora do que um aumento do salário nominal de 7,0%, perante uma inflação de 10,0%.

baseado em: Rudiger Dornbusch, Stanley Fischer e Richard Startz, Macroeconomia, 11ª edição, Porto Alegre, McGraw-Hill, 2013, p. 170

Explique o erro de análise cometido pelos trabalhadores, tendo por base as situações apresentadas no texto.

Questões nº 9

Em vez de consumir tudo hoje, pode ser mais vantajoso guardar alguma coisa para amanhã. Na realidade, poder-se à produzir muito mais no futuro, se a poupança for investida na actividade produtiva.

David A. Moss. Economia para todos, 2ª edição, Alfragide, Texte, 2016, p. 42 (adaptado).

Explicite o contributo da poupança para o investimento e (através deste) para o crescimento do produto de um país.

Questão nº 10

Leia o texto.
Pensemos, agora, em escassez e escolha do ponto de vista da sociedade. Quais são os
objetivos da sociedade? Queremos um nível de vida mais elevado para os cidadãos, com ar
puro, ruas seguras, boas escolas e muito mais. O que nos impede de alcançar todos estes
objetivos de uma maneira satisfatória para todos? A resposta é óbvia: a escassez.
Robert E. Hall e Marc Lieberman, Macroeconomia,
1.ª edição, São Paulo, Thomson, 2003, p. 3 (adaptado)


Identifique e explique, com base no texto, o objeto de estudo da Ciência Económica

Questão nº 11

Leia o texto.
A moeda é o critério básico para calcular o valor dos bens e serviços, de tal modo que todos
os preços são expressos em moeda. Esta permite também às pessoas acumular riqueza, pois
efetuam poupança com recurso à moeda.
Baseado em: Robert Frank e Ben Bernanke, Princípios de Economia,
1.ª edição, Lisboa, McGraw-Hill, 2003, p. 617


Identifique as duas funções da moeda referidas no texto.