Questões A economia portuguesa no contexto da União Europeia

Questões A economia portuguesa no contexto da União Europeia

  1. Identifique os principais desafios para a UE resultantes:
    1. do alargamento;
    2. do aprofundamento;
    3.  e da necessidade de afirmação externa;
  2. Explique  a necessidade de reorientação dos fundos comunitários em consequência da entrada de novos membros da UE.
  3. Exponha alguns dos principais desafios que Portugal tem sentido com os sucessivos alargamentos da União Europeia.
  4. Caracteriza o conceito de integração económica, explicado a diferença entre uma zona de comércio livre e uma união aduaneira.
  5. A forma mais fraca de integração económica é…
    1. mercado comum
    2. o sistema de preferências aduaneiras
    3. a União Aduaneira
    4. Zona de comércio livre
  6. Em 2012, faziam parte da Área do Euro, entre outros países…
    1. A Alemanha, a França e a Dinamarca
    2. a Suécia, a Finlândia e a Bélgica
    3. todos os que assinaram os Tratados de Roma em 1957
    4. todos os que integravam a União Europeia em 2004.
  7. O Tratados de Roma, assinados, em 1957, por 6 países europeus, criaram
    1. a Euratom e a EFTA
    2. a Euratom e a CEE
    3. a CECA e a EFTA
    4. a CECA e a CEE
  8. Em Portugal, os recebimentos do Fundo de Coesão, provenientes da União Europeia, são registados na…
    1. Balança de Mercadorias
    2. Balança de Serviços
    3. Balança de Capital
    4. Balança de Rendimentos
  9. Em 1994, a União Europeia instituiu um fundo destinado a apoiar financeiramente projetos nos domínios do ambiente e das redes transeuropeias em matéria de infraestruturas de transporte. Nesse ano, eram elegiveis para financiamento os projetos dos Estados-Membros com um PIB por habitante inferior a 90% da média comunitária. Esse fundo designa-se por:
    1. fundo de coesão
    2. fundo de cooperação
    3. fundo europeu de desenvolvimento regional
    4. fundo europeu de estabilização financeira
  10. Um dos critérios de convergência nominal para a adesão à moeda única, contemplado no Tratado de Maastricht, estabelece que a relação entre
    1. o investimento público e o Produto Interno Bruto do país não deve exceder 3% durante o ano anterior à decisão de entrada no euro.
    2. a inflação do país e a inflação média comunitária deve ser inferior a 3% durante o ano anterior à decisão de entrada no euro.
    3. a taxa de juro do país e a taxa de juro média comunitária deve ser inferior a 3% durante o ano anterior à decisão de entrada no euro
    4. o défice orçamental e o Produto Interno Bruto do país não deve exceder 3% durante o ano anterior à decisão de entrada no euro.