Preços Correntes e Preços Constantes

Preços Correntes e Preços Constantes

Preços Correntes e Preços Constantes

Preços Correntes e Preços Constantes

Quando apresentamos o produto a preços correntes inclui o efeito dos preços (inflação).

Desta maneira poderá um aumento do produto não corresponder ao aumento da produção porque o preço é que sobe.

Ao contabilizarmos o valor do Produto a preços correntes, apenas ficamos a saber quais foram as variações ocorridas no que respeita ao preço, desconhecendo-se as alterações em termos de quantidade. Se um país produzir a mesma quantidade de bens e serviços durante dois anos consecutivos, mas registar, de um ano para o outro, um aumento no nível médio dos seus preços, o valor do seu produto a preços correntes também irá aumentar,

Se pretendermos analisar a variação em termos reais, devemos calcular o Produto a preços constantes, retirando, assim, o efeito da inflação. Na prática, tomam-se como referência os preços de um determinado ano e registam-se nos anos seguintes os preços sem a respetiva inflação, calcula-se o valor do Produto de cada ano a preços do ano-base.

Para deflacionar os preços relativamente a um ano base, utilizam-se os índices de preços.

Produto a preços constantes = (Produto a preços correntes/ índice de preços) X100

O Produto a preços constantes retira o efeito da inflação.

Produto a preços constantes = Produto a preços correntes/indice de preços X100

Taxa de crescimento real = ((Prod p const ano n – prod p correntes (n-1))//prod p correntes (n-1)) X100

Taxa de crescimento nominal = ((prod p correntes n – produto p correntes (n-1)/prod p correntes (n-1))X100