Padrões de Consumo

Padrões de Consumo

Fatores económicos

  • Rendimento;
  • Nível de preços;
  • Inovação tecnológica;

Fatores extra-económicos

  • Moda;
  • Tradição;
  • Publicidade;
  • Modos de vida;
  • Estrutura etária;

Fatores económicos rendimento:

O consumo é influenciado pelo nível de rendimento. Quando os rendimentos aumentam existe uma tendência natural para o aumento do consumo.

De acordo com a Lei de Engel, esse aumento não é igual para todos os tipos de rendimento. Os rendimentos mais baixos têm uma tendência natural para aumentarem o consumo.

A Lei de Engel indica que quanto maior for o rendimento de uma família, menor é a proporção dos seus gastos em bens elementares.

Um aumento de 200€ num agregado familiar com um rendimento baixo vai ser praticamente canalizado para consumo.

Um aumento de 200€ num agregado familiar numa família abastada não tenderá a ser logo para consumo, podem poupar.

Estrutura de consumo:

Representa a forma como as famílias distribuem a sua classe de despesas. É a proporção que cabe a cada tipo de despesa específica.

Exemplo:

Família Guedes tem um orçamento mensal de 2500,00€

Habitação: 600,00€

Transportes: 300,00€

Alimentação: 400,00€

Roupa: 200,00€

Educação: 300,00€

Saúde: 100,00€

Outros casa: 200,00€

Compras casa: 300,00€

Poupança: 100,00€

Coeficiente orçamental é o peso que um determinado valor da despesa tem no orçamento:

Coeficiente = (valor da classe da despesa/total das despesas)X100

Coefiente da alimentação = 400/2500 X100 = 40000/2500 = 16% da despesa é para alimentação

Nível de preços:

O nível de preços influencia o consumo. No caso dos bens normais existe uma relação inversa entre o preço e a procura.

Quando um preço de um bem baixa levando ao aumento da sua procura normalmente os bens complementares também aumentam a sua procura.

Por exemplo a baixa do preço de um modelo de carros gera aumento na procura por influencia também vai existir aumento no consumo de gasolina. Outro exemplo também vão aumentar a procurar de seguros para automóvel.

Inovação tecnológica: Vai criar a necessidade de ter novos bens e serviços mais recentes. Como por exemplo um telemóvel mais recente.

O ritmo das inovações está cada vez mais acelerado também devido à existência da procura associada a este fato.

Fatores extra-económicos

Moda: Vai valorizar um produto ou serviço e estimular a sua procura. Por exemplo se estiver na moda comprar chapéus azuis porque um atleta o usa. A sua procura vai subir.

Isto funciona no vestuário, na industria automóvel.

Tradição: Certos fatos que ocorrem dependem da época festiva. Por exemplo o Natal a Páscoa. Existe um aumento de consumo de acordo com a época.

Publicidade: As técnicas de venda e de publicidade estimulam o consumo. através da percepção que nos transmite o anúncio. Normalização dos hábitos de consumo através da globalização.

Modos de vida: O consumo também é influenciado pelo estatuto social de uma família ou do meio onde se insere.

De acordo com o código comportamental, ou meio sociocultural.

Existe o chamado efeito demonstração: é a exteriorização da riqueza.  Por exemplo a compra de carros luxuosos para demonstrar poder de compra.

Estrutura etária dos agregados familiares

A idade do consumidor define em parte o seu padrão de consumo. Os jovens tendem a comprar mais bens relacionados com a inovação e a moda.

Os mais velhos tendem a ter um consumo mais moderado sem tanta atenção à moda.