Moeda papel

Moeda papel

Moeda papel

Moeda papel

Moeda representativa

Na moeda representativa – as notas em circulação representam igual valor de moeda metálica depositada no banco.

Moeda fiduciária

Moeda fiduciária – do latim fidúcia, que significa confiança. As notas em circulação excedem o valor do ouro depositado, mas não são convertíveis.

Papel moeda – notas inconvertíveis, de curso forçado decretado peço estado.

—A moeda metálica foi substituída pela moeda papel pelo seguinte:

—Existia o inconveniente do peso e da dificuldade de transporte e contagem.

—Por outro lado a moeda papel assegurava mais segurança porque não era visível.

Formas atuais de moeda

Moeda metálica ou moeda de trocos

Papel – moeda – notas

Moeda escritural – depósitos à ordem nos bancos movimentados através de cheques, cartões de débito, cartões de crédito, transferências eletrónicas.

O papel moeda existe ainda nos nossos dias e apresenta como principais vantagens a facilidade de transportem manuseamento e guarda. As notas não têm valor intrínseco, ou seja, o valor do material em que são feitas não corresponde ao valor nelas inscrito.

Desmaterialização da moeda

Com a preponderância cada vez maior da moeda escritural existe uma tendência para o desaparecimento do papel moeda. Na maior parte das transações deixa de existir moeda com suporte físico. A desmaterialização da moeda assume nos nossos dias formas cada vez mais sofisticadas, entrámos no mundo do dinheiro em formato digital em que o suporte físico desmaterializa-se transformando-se em bytes.

Matéria Economia 10º ano