Ficha preparação Exame Economia, Preparação Exame Economia, Exercícios escolha múltipla economia, Exercícios exames nacionais economia,economia exercícios

Ficha preparação Exame Economia

Ficha preparação Exame Economia

Centro de Estudos Kids.com – 91 818 70 95

Aulas online, + segurança + conforto + económico

Colectânea de exercícios saídos em exames nacionais

Grupo I

Exercício nº 1

A escolha é uma questão fundamental em Economia, pois as necessidades humanas
(A) alteram-se com o tempo e os recursos disponíveis são ilimitados.
(B) são ilimitadas e os recursos disponíveis são escassos.
(C) são substituíveis e os recursos naturais são renováveis.
(D) variam no espaço e os recursos naturais são ilimitados.

Exame Nacional 2012 1ª Fase

Exercício nº 2

Num dado ano, o coeficiente orçamental das despesas em alimentação da família A foi 50%. Considere
ainda que esta família destinou uma parte do seu rendimento para poupança.
Então, podemos concluir que, nesse ano, as despesas em alimentação da família A representaram metade do
(A) total das suas despesas de consumo.
(B) seu rendimento disponível.
(C) total das suas despesas de capital.
(D) seu rendimento pessoal.

Exame 2012 2ª Fase

Exercício nº 3

Ficha preparação Exame Economia
Exame 2019 2ª Fase

Exercício nº 4

A população activa de um país é constituída…
(A) por toda a população empregada desse país.
(B) por toda a mão-de-obra disponível para a produção.
(C) pelos empregados e pelas donas de casa.
(D) pelos trabalhadores por conta de outrem.

Exame 2010 2ª Fase

Exercício nº 5

Ficha preparação Exame Economia
Exame 2014 1ª Fase

Exercício nº 6

O mercado do bem X caracteriza-se pela existência de muitos consumidores de bens diferenciados e pela
existência de muitos vendedores desses bens, com capacidade para influenciar os seus preços de venda
no mercado.
Com base na situação descrita, e considerando-se tudo o resto constante, podemos afirmar que a estrutura
do mercado do bem X é
(A) oligopolista, pois os vendedores, ao oferecerem bens com substitutos próximos, não têm poder de
mercado.
(B) de concorrência monopolística, pois cada vendedor, pelo facto de comercializar um bem diferenciado,
é capaz de influenciar o seu preço.
(C) de concorrência monopolística, pois cada vendedor, pelo facto de comercializar um bem com
substitutos próximos, não tem poder de mercado.
(D) oligopolista, pois os vendedores, ao oferecerem bens diferenciados, são capazes de influenciar os
seus preços.

Exame 2019 2ª Fase

Exercício nº 7

O leque salarial é um indicador…
A. … do nível dos salários reais.
B. … de desigualdade nos salários.
C. … de relação entre salários de diferentes países.
D. … do valor do salário médio.

Exame 2008 1ª Fase

Exercício nº 8

O aumento dos salários nominais dos trabalhadores implica, necessariamente, um aumento do seu salário
real.
Esta afirmação é…
(A) verdadeira, porque com o aumento dos salários nominais os trabalhadores recebem mais dinheiro.
(B) falsa, porque a inflação pode ser superior ao aumento dos salários nominais.
(C) verdadeira, porque o aumento dos salários nominais implica um aumento do nível de vida.
(D) falsa, porque não existe qualquer relação entre salário nominal e salário real.

Exame 2010 1ª fase

Exercício nº 9

As curvas de Lorenz podem ser utilizadas quando se pretende analisar…
(A) a repartição pessoal do rendimento num dado país.
(B) a relação entre o salário máximo e o salário mínimo.
(C) o poder de compra dos trabalhadores.
(D) o preço de equilíbrio num determinado mercado.

Exame 2009 2ª Fase

Exercício nº 10

Ficha preparação Exame Economia
Exame 2012 2ª Fase

Exercício nº 11

O dumping é uma prática utilizada nas políticas comerciais protecionistas que consiste na
(A) imposição de direitos aduaneiros sobre as aquisições, ao resto do mundo, de bens e serviços.
(B) definição de limites quantitativos às importações anuais de produtos provenientes do resto do mundo.
(C) imposição de padrões e regras de segurança à entrada de bens importados do resto do mundo.
(D) definição de preços de venda dos bens, no mercado externo, inferiores aos seus custos de produção.

Exame 2019 2ª Fase

Exercício nº 12

Ficha preparação Exame Economia
Exame 2012 1ª fase

Exercício nº 13

Uma dada economia registou, em 2010, na rubrica aquisição/cedência de ativos não produzidos, não
financeiros (referente, nomeadamente, a patentes, licenças e copyrights), uma entrada do Resto do
Mundo no valor de 170 milhares de euros. Este fluxo foi registado a
(A) crédito na Balança de capital.
(B) crédito na Balança de serviços.
(C) débito na Balança de mercadorias.
(D) débito na Balança de rendimentos.

Exame 2012 2ª Fase

Exercício nº 14

Em 2018, numa economia fechada, existiam apenas duas grandes empresas produtoras de iogurtes
(empresa E e empresa F). Nesse ano, a administração da empresa E, com o objetivo de aumentar o lucro
através do controlo do preço do iogurte, procurou adquirir a empresa F.
Neste contexto, e considerando-se tudo o resto constante, o Estado decidiu inviabilizar essa aquisição.
Através desta intervenção, o Estado pretendeu promover a eficiência económica,
(A) ao reduzir a concorrência no mercado dos iogurtes.
(B) ao impedir o reforço do poder de mercado da empresa E.
(C) ao possibilitar a maximização dos lucros pelo monopolista.
(D) ao aumentar o preço cobrado pela empresa F no mercado.

Exame 2019 1ª Fase

Exercício nº 15

O ISV (Imposto sobre Veículos), aplicado pelo Estado, é considerado um imposto
(A) direto.
(B) extraordinário.
(C) corrente.
(D) indireto.

Exame 2012 2ª Fase

Exercício nº 16

Com a política de redistribuição do rendimento, o Estado pretende…
A. … receber impostos pagos pelas famílias.
B. … atenuar a desigualdade na repartição do rendimento.
C. … obter receitas para fazer face às suas despesas.
D. … eliminar qualquer desigualdade de rendimentos.

Exame 2008 1ª fase

Exercício nº 17

Suponha que, na data relevante para a seleção de países candidatos à adesão ao euro, se verificou
que, no ano anterior:
–  a média da taxa de inflação dos três países da União Europeia com melhores resultados em termos
de estabilidade de preços foi 1,2%;
– a média das taxas de juro nominais de longo prazo nos três países da União Europeia com melhores
resultados em termos de estabilidade de preços foi 1,8%.
Com base na situação descrita, e tendo em consideração os critérios de convergência nominal relativos à
taxa de inflação e à taxa de juro nominal de longo prazo, podemos afirmar que um país que apresentasse,
no ano anterior,
(A) uma taxa de inflação de 2,5% e uma taxa de juro nominal de longo prazo de 4,0% poderia ser
selecionado para aderir ao euro.
(B) uma taxa de inflação de 3,5% e uma taxa de juro nominal de longo prazo de 4,2% seria impedido de
aderir ao euro.
(C) uma taxa de inflação de 2,0% e uma taxa de juro nominal de longo prazo de 3,5% seria impedido de
aderir ao euro.
(D) uma taxa de inflação de 4,2% e uma taxa de juro nominal de longo prazo de 2,9% poderia ser
selecionado para aderir ao euro.

Exame 2019 2ª Fase

Exercício nº 18

Ficha preparação Exame Economia
Exame 2019 2ª Fase

Exercício nº 19

. O processo de alargamento da União Europeia realizado em 2004 implicou vários desafios, nomeadamente,
o de
(A) reconstrução da Europa Ocidental.
(B) reorientação dos fundos comunitários.
(C) reforço da soberania política de cada um dos Estados-membros.
(D) reforço da soberania monetária de cada um dos Estados-membros.

Exame 2012 2ª Fase

Grupo II

Exame 2008 2ª Fase

Grupo III

Questão 1

Exame 2019 2ª Fase

Questão 2

Exame 2011 1ª Fase

Questão 3

Exame 2012 1ª Fase

Cotações da Prova

Preparação para os Exames Nacionais 2020

Aulas online de Economia
Explicações de Economia online

Contactos: 91 818 70 95

visite–nos: kids.com.pt

Ficha preparação Exame Economia, Preparação Exame Economia, Exercícios escolha múltipla economia, Exercícios exames nacionais economia,economia exercícios