Escolha Múltipla Contabilidade Nacional

Escolha Múltipla Contabilidade Nacional

Escolha Múltipla Contabilidade Nacional

Escolha Múltipla Contabilidade Nacional

  1. Na contabilidade Nacional, permite quantificar a totalidade da produção de um determinado país. Esta afirmação é…
    1. verdadeira, porque a Contabilidade Nacional recorre a instrumentos de medida científicos e eficazes.
    2. falsa, porque as actividades económicas apresentam um carácter social que impossibilita a sua quantificação.
    3. verdadeira, porque as actividades económicas são regulamentadas e fiscalizadas pelo Estado.
    4. falsa, porque a Contabilidade Nacional não consegue quantificar correctamente a produção de certos tipos de actividades, como as destinadas ao auto consumo.
  2. A diferença entre Produto Nacional e Produto Interno corresponde ao valor…
    1. do Consumo de Capital Fixo
    2. dos Impostos Indirectos menos o dos Subsídios à Produção
    3. do Saldo dos Rendimentos com o Resto do Mundo.
    4. das Exportações menos o das Importações.
  3. Uma empresa de arquitectura francesa, instalada há 3 anos em Portugal, desenvolve projectos na área da construção de infra-estruturas. O valor produzido por essa empresa é contabilizado…
    1. no PIB francês;
    2. na Balança de Mercadorias portuguesa.
    3. no PIB português.
    4. na Balança de Mercadorias francesa.
  4. O somatório do consumo total com o investimento permite apurar…
    1. a Despesa Interna
    2. a Procura Interna
    3. a Despesa Nacional
    4. a Procura Global
  5. O Produto Interno Bruto…
    1. é calculado a custo factores;
    2. incorpora o saldo dos rendimentos do resto do mundo
    3. é calculado a preços de mercado;
    4. incorpora o valor das importações
  6. As exportações são uma componente da…
    1. Despesa Interna;
    2. Procura Interna;
    3. Balança de Transferências Correntes;
    4. Balança Financeira.
  7. O produto Interno, quando calcula a preços correntes,…
    1. revela o valor real da produção
    2. incorpora o valor da inflação
    3. revela a evolução das quantidades produzidas.
    4. incorpora o valor das importações.

Exercício nº8

Escolha Múltipla Contabilidade Nacional
Exame Nacional 2017 -2 ª Fase

Exercício nº 9

Escolha Múltipla Contabilidade Nacional
Exame Nacional 2017 -1 ª Fase

Exercício nº10

Exame Nacional 2016 – 1ª Fase

Exercício nº11

Escolha Múltipla Contabilidade Nacional
Exame Nacional 2017 – Época especial

Exercício nº12

Escolha Múltipla Contabilidade Nacional
Exame Nacional 2016 – 1ª Fase

Exercício nº13

De acordo com a contabilidade nacional, o valor das exportações líquidas de bens e serviços representa a diferença entre o valor das exportações e o valor das importações de bens e serviços. Assim, o valor da procura interna calcula-se

(A) subtraindo ao valor da despesa interna o valor das exportações líquidas de bens e serviços.

(B) subtraindo ao valor da procura global o valor das exportações líquidas de bens e serviços.

(C) adicionando ao valor da procura global o valor das exportações líquidas de bens e serviços.

(D) adicionando ao valor da despesa interna o valor das exportações líquidas de bens e serviços

Exame Nacional 2016 – época especial

Exercício nº 14

Escolha Múltipla Contabilidade Nacional
Exame Nacional 2015 – 1ª Fase

Exercício nº16

Exame Nacional 2014 – 1ª Fase

Exercício nº17

Em 2013, uma dada empresa, residente em Espanha mas constituída por capitais portugueses, criou, no território económico espanhol, um valor acrescentado bruto de 200 mil euros. Nesse ano, a empresa não distribuiu lucros pelos seus acionistas, nem efetuou outros pagamentos relativos a rendimentos primários ao Resto do Mundo. O valor acrescentado bruto criado pela empresa, em 2013, foi contabilizado.

(A) no PIB espanhol e no PNB português.

(B) no PIB português e no PNB espanhol.

(C) no PIB português e no PNB português.

(D) no PIB espanhol e no PNB espanhol

Exame Nacional 2014 – 2ª Fase

Exercício nº 18

Exame Nacional 2013 – época especial

Exercício nº 19

Um dos objectivos da Contabilidade Nacional é:
(A) decidir quais as operações económicas a realizar pelos agentes residentes num país.
(B) elaborar o balanço e as contas anuais de cada uma das empresas de um país.
(C) aprovar as medidas de política económica que vão ser implementadas num país.
(D) registar, de forma quantificada, o conjunto da actividade económica de um país.

Exame Nacional 2011 -2ª fase

Exercício nº 20

A diferença entre o valor do Produto a preços correntes e o valor do Produto a preços constantes,
calculados para o mesmo período de tempo, deve-se
(A) à variação dos preços.
(B) à variação das amortizações.
(C) ao saldo dos rendimentos com o Exterior.
(D) aos impostos indirectos líquidos de subsídios.

Exame Nacional 2011 -1ª fase

Exercício nº 21

Exame Nacional 2011 -1ª fase

Exercício nº 21

O método dos produtos finais e o dos valores acrescentados permitem calcular o valor do
produto interno pela óptica…
A. … do rendimento.
B. … da despesa.
C. … do consumidor.
D. … do produto.

Exame 2006 1ª fase

Exercício nº 22

Uma das limitações da Contabilidade Nacional é o facto de
(A) ignorar o valor das exportações.
(B) calcular o PIB a preços correntes.
(C) calcular a dimensão da economia paralela.
(D) ignorar as externalidades negativas.

Exame 2012 1ª Fase

Exercício nº23

Exame 2007 1ª Fase

Exercício nº24

O conceito de PIB a preços de mercado diferencia-se do conceito de PIB a custo de factores devido…
(A) aos impostos directos.
(B) ao consumo de capital fixo.
(C) ao saldo dos rendimentos de factores provenientes do Exterior.
(D) aos impostos indirectos líquidos de subsídios à produção.

Exame 2010 1ª Fase

Exercício nº25

Quando se calcula o valor da produção de um país, segundo o método dos produtos finais,
apenas se contabiliza o…
A. … valor dos bens vendidos que não voltam a sofrer transformações na economia considerada.
B. … valor acrescentado pelas diferentes empresas residentes.
C. … valor dos consumos intermédios utilizados na produção de bens e serviços.
D. … valor dos bens que foram consumidos pelo Estado e pelas empresas desse país.

Exame 2008 2ª Fase