Exercícios Capítulos IX a XII

Exercícios Capítulos IX a XII

Economia Ensino Secundário -11º ano

Exercícios Preparação para Exame Nacional de Economia – Escolha Múltipla

Contabilidade Nacional – As Relações Económicas com o Resto do Mundo – A intervenção do Estado na Economia – A Economia Portuguesa no contexto da União Europeia

Explicações de Economia - Preparação para o Exame Nacional
Exercícios Capítulos IX a XII

Capítulo IX – Contabilidade Nacional

Exercício nº1

Quando uma empresa gera custos que não são, na totalidade, incorporados no preço de venda dos bens
produzidos, considera-se que estamos perante
(A) uma externalidade.
(B) um monopólio.
(C) uma amortização.
(D) um bem público.

Exame 2012 época especial

Exercício nº2

Um dos objectivos da Contabilidade Nacional é
(A) decidir quais as operações económicas a realizar pelos agentes residentes num país.
(B) elaborar o balanço e as contas anuais de cada uma das empresas de um país.
(C) aprovar as medidas de política económica que vão ser implementadas num país.
(D) registar, de forma quantificada, o conjunto da actividade económica de um país

Exame 2007 1ª Fase

Exercício nº3

O conceito de PIB a preços de mercado diferencia-se do conceito de PIB a custo de factores devido…
(A) aos impostos directos.
(B) ao consumo de capital fixo.
(C) ao saldo dos rendimentos de factores provenientes do Exterior.
(D) aos impostos indirectos líquidos de subsídios à produção.

Exame 2010 1ª Fase

Exercício nº4

O cálculo do valor da produção pela óptica do produto permite conhecer…
(A) o modo como foi utilizada a produção.
(B) o valor do produto segundo a contribuição dos vários sectores de actividade.
(C) o valor das importações e das exportações.
(D) o modo como se efectuou a repartição pessoal do rendimento pelas famílias do país.

Exame 2009 2ª Fase

Exercício nº5

As exportações são uma componente da…
(A) Despesa Interna.
(B) Procura Interna.
(C) Balança de Transferências Correntes.
(D) Balança Financeira.

Exame 2009 2ª Fase

Exercício nº6

Na óptica do Produto, o PIB pode ser calculado segundo o método dos valores acrescentados. Este
método permite…
(A) avaliar o preço de um bem ao custo dos factores.
(B) determinar o valor das importações e das exportações de bens e serviços.
(C) medir o valor dos bens e serviços de acordo com os rendimentos utilizados.
(D) evitar que o valor de um bem seja contabilizado mais do que uma vez.

Exame 2010 2ª Fase

Exercício nº7

Uma empresa de construção civil, com capital social detido por dois sócios de nacionalidade espanhola,
desenvolve a sua actividade em Portugal há três anos. Recentemente, construiu uma estrada nos Açores
durante seis meses. Então, podemos considerar que a empresa é uma
(A) unidade institucional externa, pois a sua sede localiza-se em Portugal, mas os seus capitais são
espanhóis.
(B) unidade institucional residente em Portugal, pois a empresa desenvolve a sua actividade há três anos
neste país.
(C) unidade institucional não residente em Portugal, pois os seus dois sócios são de nacionalidade
espanhola.
(D) unidade institucional provisória, pois a empresa tem sede em Portugal, mas o período de construção
da estrada foi de seis meses.

Exame 2013 Época Especial

Exercício nº8

O valor da produção efectuada numa economia, durante um certo período de tempo, pode ser
determinado adicionando…
(A) as quantidades dos bens produzidos pelas empresas.
(B) o valor bruto das vendas de todas as empresas.
(C) o valor acrescentado de todas as empresas.
(D) os salários pagos pelas empresas aos trabalhadores.

Exame 2008 2ª Fase

Capítulo X – As Relações Económicas com o Resto do Mundo

Exercício nº 9

A taxa de cobertura indica a…
(A) maneira como um país vai ter de pagar as suas importações.
(B) diferença entre o valor das exportações e o valor das importações.
(C) capacidade ou a necessidade de financiamento de um país.
(D) percentagem do valor das importações que é paga com o valor das exportações

Exame 2010 2ª Fase

Exercício nº 10

O livre-cambismo, no contexto do comércio internacional, defende a…
(A) adopção de práticas de dumping.
(B) eliminação das barreiras alfandegárias.
(C) imposição de taxas sobre as importações.
(D) contingentação como prática generalizada.

Exame 2010 2ª Fase

Exercício nº 11

As exportações são uma componente da…
(A) Despesa Interna.
(B) Procura Interna.
(C) Balança de Transferências Correntes.
(D) Balança Financeira.

Exame 2010 2ª Fase

Exercício nº 12

Num determinado país, em 2007, o saldo da Balança de Mercadorias apresentou um superavit de
30 milhões de unidades monetárias. Então, podemos concluir que, nesse ano,…
(A) o valor das importações superou o valor das exportações.
(B) o país apresentou capacidade de financiamento.
(C) o país apresentou necessidade de financiamento.
(D) o valor da taxa de cobertura foi superior a 100 por cento.

Exame 2009 2ª Fase

Exercício nº 13

O Investimento Directo Estrangeiro é registado na Balança…
A. … de Capital.
B. … de Rendimentos.
C. … Financeira.
D. … Comercial.

Exame 2008 2ª Fase

Exercício nº 14

O proteccionismo, no contexto do comércio internacional, tem como um dos seus objectivos…
(A) fomentar a troca de mercadorias entre os países.
(B) defender as indústrias nacionais da concorrência externa.
(C) reduzir as taxas alfandegárias sobre as importações de produtos.
(D) permitir uma maior circulação internacional de capitais.

Exame 2010 1ª Fase

Exercício nº 15

O valor das importações de mercadorias é registado a débito na Balança de Pagamentos do país
que importa, porque…
(A) representa a entrada de bens no país.
(B) reduz o défice comercial do país.
(C) dá origem à saída de um fluxo monetário.
(D) é inscrito na Balança de Mercadorias.

Exame 2009 1ª Fase

Exercício nº16

Um cidadão residente em Portugal adquiriu um lote de acções de uma empresa residente nos
EUA. Essa aquisição regista-se na…
(A) Balança Financeira portuguesa.
(B) Balança de Rendimentos portuguesa.
(C) Balança de Capital portuguesa.
(D) Balança Corrente portuguesa.

Exame 2009 1ª Fase

Exercício nº17

Um dos factores que podem contribuir directamente para o aumento do volume das
exportações de um país é…
A. … a redução da procura externa.
B. … a valorização da moeda desse país.
C. … o aumento da procura interna.
D. … a desvalorização da moeda desse país

Exame 2007 1ª Fase

Exercício nº18

A desvalorização da moeda do país A relativamente à moeda do país B, considerando os restantes
factores constantes, poderá provocar, no
(A) país A, um aumento da quantidade de bens importados do país B.
(B) país B, uma redução dos preços dos bens importados do país A.
(C) país B, uma redução do consumo privado de bens importados do país A.
(D) país A, um aumento da carga fiscal sobre os bens importados do país B.

Exame 2012 Época Especial

Exercício nº19

O valor de um investimento directo realizado em Portugal por uma empresa residente em
Espanha regista-se na…
A. … Balança de Rendimentos portuguesa.
B. … Balança Corrente espanhola.
C. … Balança Financeira portuguesa.
D. … Balança de Rendimentos espanhola.

Exame 2007 1ª Fase

Exercício nº20

Um dos principais objectivos da Organização Mundial do Comércio (OMC) é…
(A) facilitar a integração económica europeia.
(B) abrandar o processo de globalização económica.
(C) reduzir o preço das exportações de bens.
(D) liberalizar as trocas internacionais.

Exame 2009 2ª Fase

Capítulo XI – A intervenção do Estado na Economia

Exercício nº 21

Quando o Estado pretende atenuar as desigualdades verificadas na repartição pessoal dos rendimentos,
pode utilizar impostos…
(A) directos proporcionais.
(B) directos progressivos.
(C) indirectos de taxa única.
(D) indirectos sobre as exportações.

Exame 2010 2ª Fase

Exercício nº 22

A iluminação pública é exemplo de um bem público, porque…
(A) é um bem abundante.
(B) responde a uma necessidade primária.
(C) satisfaz uma necessidade do Governo.
(D) goza de não exclusividade.

Exame 2010 2ª Fase

Exercício nº23

Os impostos directos incidem…
(A) sobre os rendimentos das famílias e sobre os rendimentos das empresas.
(B) apenas sobre os rendimentos das famílias.
(C) apenas sobre as despesas das empresas.
(D) sobre as despesas das empresas e sobre as despesas das famílias.

Exame 2009 2ª Fase

Exercício nº24

Na definição das suas políticas económicas, o Estado utiliza diversos instrumentos, como, por
exemplo,…
A. … a taxa de inflação.
B. … os lucros obtidos pelas empresas.
C. … os impostos.
D. … a taxa de desemprego.

Exame 2008 2ª Fase

Exercício nº25

Quando o Estado entrega prestações sociais às famílias, está a proceder a uma…
A. … repartição primária do rendimento.
B. … redistribuição do rendimento.
C. … redução do défice orçamental.
D. … redução das despesas orçamentais.

Exame 2008 2ª Fase

Exercício nº 26

Suponha que o Estado aumenta a taxa do IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado). Permanecendo
tudo o resto constante, isso provocará…
(A) uma diminuição do Índice de Preços no Consumidor.
(B) uma diminuição no Rendimento Disponível das Famílias.
(C) um aumento na cobrança de impostos indirectos.
(D) um aumento do défice orçamental.

Exame 2010 1ª Fase

Exercício nº 27

Uma das funções económicas e sociais do Estado é a de garantir a equidade. Isso significa que o Estado
deve…
(A) orientar a economia de modo que os recursos sejam utilizados com eficiência.
(B) distribuir os recursos de forma a evitar externalidades negativas.
(C) promover um crescimento económico respeitador do ambiente.
(D) intervir de modo a atenuar desigualdades económicas e sociais.

Exame 2010 1ª Fase

Exercício nº28

As políticas económicas e sociais conjunturais têm como horizonte temporal…
A. … o médio e o longo prazos.
B. … o longo prazo.
C. … o curto e o longo prazos.
D. … o curto prazo.

Exercício nº29

Duas das medidas que o Estado pode utilizar para reduzir o défice orçamental são…
A. … o aumento dos impostos indirectos e a diminuição das transferências para as Famílias.
B. … a diminuição das contribuições para a Segurança Social e a diminuição dos impostos
indirectos.
C. … o aumento das transferências para as Famílias e a diminuição das contribuições para a
Segurança Social.
D. … a diminuição dos impostos indirectos e o aumento das transferências para as Famílias.

Exame 2007 1ª Fase

Exercício nº30

No país A, para estimular o crescimento da produtividade, o Estado decidiu concretizar a medida
estabelecida no Orçamento do Estado desse ano que consistia num programa de formação obrigatória
para os quadros superiores da Administração Central. Alguns empresários do sector privado, por sua
iniciativa, adotaram a mesma medida. Nestas condições, podemos considerar a medida adotada pelo
Estado como imperativa para o
(A) sector público.
(B) sector privado.
(C) sector cooperativo.
(D) sector financeiro.

Exame 2012 Época Especial

Capítulo XII – A Economia Portuguesa no contexto da União Europeia

Exercício nº31

Podemos considerar como um dos objectivos mais imediatos da política monetária prosseguida
pelo Banco Central Europeu no passado recente (anterior à actual crise económica mundial)…
(A) o aumento dos impostos.
(B) a redução do orçamento comunitário.
(C) o controlo da inflação.
(D) a estabilização das receitas públicas

Exame 2009 2ª Fase

Exercício nº 32

A União Europeia tem por objectivo, entre outros, atingir uma maior «coesão económica e
social». Esta expressão significa uma exigência de…
(A) redução das desigualdades de desenvolvimento entre as diferentes regiões.
(B) contribuição de todos os Estados-membros para o Orçamento da União Europeia.
(C) convergência nominal relativamente a vários indicadores económicos.
(D) participação democrática crescente dos cidadãos europeus.

Exame 2009 2ª Fase

Exercício nº33

Com a expressão «países da zona euro» pretende-se designar todos os países que…
A. … pertenceram à Europa de Leste.
B. … integram a União Europeia.
C. … mantêm relações económicas com a Europa.
D. … aderiram à moeda única europeia.

Exame 2008 2ª Fase

Exercício nº34

A política monetária, em Portugal, é actualmente definida pelo…
A. … Banco de Portugal.
B. … Governo da República.
C. … Parlamento Europeu.
D. … Banco Central Europeu.

Exame 2008 2ª Fase

Exercício nº35

Quando dois ou mais países estabelecem uma zona de comércio livre entre si,…
(A) são abolidos os direitos aduaneiros entre esses países.
(B) são introduzidas políticas fiscais comuns.
(C) é fixada uma pauta aduaneira comum para o comércio com terceiros.
(D) é estabelecida a livre circulação de pessoas e de capitais.

Exame 2010 2ª Fase

Exercício nº 36

Para cumprir os critérios de convergência nominal, definidos pelo Tratado de Maastricht, Portugal teve
de controlar a…
(A) taxa de desemprego.
(B) inflação.
(C) taxa de crescimento do PIB.
(D) concorrência.

Exame 2010 2ª Fase

Exercício nº 37

Um processo de integração económica entre dois ou mais países implica, usualmente,…
A. … um aumento dos saldos das suas balanças de mercadorias.
B. … uma diminuição dos saldos das suas balanças de mercadorias.
C. … um aumento da interdependência das respectivas economias.
D. … uma diminuição da interdependência das respectivas economias.

Exame 2008 1ª Fase

Exercício nº38

Uma união aduaneira, para além da livre circulação de mercadorias, exige a…
A. … adopção de políticas económicas e monetárias comuns.
B. … existência de uma pauta aduaneira comum para os bens importados de países terceiros.
C. … livre circulação de serviços, pessoas e capitais.
D. … ausência de direitos aduaneiros sobre os bens importados de países terceiros.

Exame 2008 1ª Fase

Exercício nº 39

Constitui exemplo de uma forma de integração económica na América do Norte
(A) a NAFTA.
(B) a ASEAN.
(C) o MERCOSUL.
(D) o BIRD

Exame 2013 época especial

Exercício nº40

A Comunidade Europeia da Energia Atómica (Euratom) foi instituída pelo
(A) Tratado de Roma.
(B) Tratado de Paris.
(C) Tratado de Maastricht.
(D) Tratado de Amesterdão.

Exame 2013 época especial

Exercício nº 41

O alargamento da União Europeia de 15 para 27 Estados-membros colocou alguns desafios à economia
portuguesa, nomeadamente,
(A) o aprofundamento do processo de convergência nominal.
(B) o reforço dos fundos estruturais para a economia portuguesa.
(C) a redução do comércio com os novos países membros.
(D) a maior dificuldade na atração de IDE para Portugal.

Exame 2013 época especial

Exercício nº 42

No processo de aprovação do orçamento comunitário intervém o
(A) Parlamento Europeu.
(B) Banco Europeu de Investimento.
(C) Banco Central Europeu.
(D) Tribunal Europeu de Justiça.

Exame Época Especial 2014

Pretende apoio para preparação para Exame Nacional Economia

Rever matéria:

Economia 10º ano

Economia 11º ano

Visite-nos: http://kids.com.pt/explicacoes-de-economia-online/

Contacte-nos: 91 818 70 95