Poupança e Investimento Resumo

Poupança e Investimento Resumo A Poupança está diretamente ligada com o investimento. O investimento é gerado pela poupança da pessoa que investe ou por poupança de outros, quando se recorre ao crédito. Rendimento Pessoal disponível = Rendimento – Impostos – Quotização Social O rendimento disponível pode ser canalizado: Poupança: É a parte do rendimento que Ler mais sobrePoupança e Investimento Resumo[…]

Repartição do rendimento

Repartição do rendimento Rendimento: bens e serviços produzidos são contabilizados sobre a forma de rendimento. São bens económicos e criam riqueza (rendimento). A produção origina rendimento. Valor acrescentado é a parte do rendimento que retirada a componente dos custos fica para o empresário que investiu. Receita – Custos = Mais valia, valor acrescentado. Repartição Funcional Ler mais sobreRepartição do rendimento[…]

Diferença entre invenção e inovação

Diferença entre invenção e inovação A invenção requer a descoberta de um novo produto ou de uma nova técnica de fabrico revolucionária. A inovação é a melhoria de algo que já existe sem ser obrigatoriamente algo de novo. Inclusive existe cada vez mais uma forma de inovação que é a inovação aperente. Por ex: uma Ler mais sobreDiferença entre invenção e inovação[…]

Investimento quanto ao agente

Investimento quanto ao agente Investimento Público: quando o agente responsável pelo investimento é o próprio estado; Investimento em escolas, hospitais, saneamento básico, pontes, etc. Investimento privado: quem executa o investimento é particular. Por ex. criação de um centro comercial.  

Investimento quanto à função

Investimento quanto à função Invertimento de substituição: renovação de existências; Investimento de inovação: melhoria dos processos de fabrico, melhoria de eficiência e competitividade, racionalização da atividade. Pode ser realizado pela aquisição de máquinas mas também cada vez mais pode ser realizado pela introdução de melhores sistemas de software. Investimento de capacidade: investimento em equipamentos, ampliação Ler mais sobreInvestimento quanto à função[…]

Investimento quanto à natureza

Investimento quanto à natureza Material; tipo de investimento que surge da aquisição de bens tangíveis, bens corpóreos. Ex: Carros, edifícios, máquinas, computadores, etc. imaterial, surge da aquisição de bens intangíveis, bens incorpóreos, publicidade, sites de internet, marcas, patentes, design, etc. Financeiro: envolve a aquisição de ativos, tem o risco associado, por ex: compra de ações. Ler mais sobreInvestimento quanto à natureza[…]

Investimento

Investimento O Investimento refere-se ao motivo especulativo da poupança Normalmente o investimento pode ser realizado por 2 vias: Variação de existências, investimento em stoks; FBCF, investimento em bens duradouros, por ex. edificíos, carros, computadores, etc.  

Entesouramento

Entesouramento Um outro destino dado à poupança é o entesouramento. Em épocas em que o capital perde valor as pessoas tentam livrar-se do capital e adquirir algo que não perca valor. A compra de uma obra de arte é uma forma de entesouramento. O entesouramento pode ser realizado através da guarda de valores em cofre, Ler mais sobreEntesouramento[…]

Destinos da poupança

Destinos da poupança Colocação financeira: Aplicações financeiras têm associado o risco e a rentabilidade, liquidez e fiscalidade, entre outros. Existem benifícios fiscais associados a determinados tipos de poupança, como os PPR e também diferentes formas de tributação do capital.

Poupança intervenientes

Poupança intervenientes As famílias geram poupanças por vários motivos: Especulação A aplicação do rendimento pode ser feita de forma especulativa, adquirindo algo por um determinado valor e mais tarde vender por um valor superior fazendo aumentar o capital inicial. Despesa Futura (investimento/consumo) O desejo de adquirir algo dispendioso implica a existência de uma poupança durante Ler mais sobrePoupança intervenientes[…]